8 de Março.

Hoje não vou escrever sobre o Dia Internacional da Mulher porque todas nós lutamos, diariamente, para termos igualdade e respeito.

Hoje não vou escrever sobre nossas lutas diárias, nem das coisas que parecem menores ou maiores e que já conquistamos.

Hoje não vou escrever sobre heroínas, lutadoras e conquistadoras. Nem de hoje, nem de ontem. 

Hoje vou apenas viver como um dia qualquer, pois são em dias comuns que temos nossas maiores batalhas: em casa, no trabalho, na rua, com o guarda-roupas e com nós mesmas. E hoje, como ontem, torcerei para ser vitoriosa.